BLOG

Arte como Arte

“Como se pode fazer arte sem paixão? O artista pode dominar a arte

mais ou menos, mas é a paixão que motiva sua obra. Dizem que toda minha arte

provém da inteligência. Não é verdade: tudo que fiz foi por paixão.”

Henri Matisse

 

Em meio à natureza, no sítio, eu como um pedaço de queijo minas acompanhado de uma xícara de café. Ouço música clássica e estudo sobre arte na calada da noite. Ponho-me a pensar de onde vêm as influências que nos impregnam. Por que estou estudando arte se não conheço quem o faça? Por que pinto se não conheço quem pinta? De onde vem esta necessidade de me banhar de arte?

Desde muito novo, sinto grande prazer em vivenciar o mundo da arte em todos os aspectos e vertentes. Pesquisas, entrevistas, filmes, livros e principalmente biografias me inspiram e me engrandecem. Posso ficar horas, dias, semanas estudando e me alimentando de arte. Por quê? Não sei. É paixão por algo que no fundo sabemos ser a essência da vida.

“Pinto porque vejo, porque sinto – temos fortes sensações;

Também você sente e vê como eu, mas não se atreve.

[…] Eu tenho o valor de defender minhas opiniões.”

Paul Cézanne

No meu caso, a arte é um combustível para a vida. É tudo que necessito para me divertir, aprender e amar. Arte me faz bem, me faz sentir vida. Expressa o mais tímido do meu ser. Seja em poemas, pinturas, esculturas ou música. Exponho-me inconscientemente. Um pedaço de mim fica em cada trabalho. Pedaços infinitos que me acompanharão até o fim da vida, mostrando o que de mais expressivo há em mim.

Eu pintando

 

“Decidi guardar para mim os tormentos e as inquietudes

para não expressar mais do que a beleza do mundo e a alegria de pintar.”

Henri Matisse


Alguns trabalhos de minha autoria


Confira alguns filmes sobre arte

Pollock
 
Van Gogh “Sede de viver”

 

     
Frida
 
Rodin + Camile Claudel

 

     
Caravaggio
 
Modigliani

 

     
Gauguin
 
Basquiat

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *